ADAPTAÇÃO À ALIMENTAÇÃO LOW CARB É MUITO FÁCIL

ADAPTAÇÃO À ALIMENTAÇÃO LOW CARB É MUITO FÁCIL

*AVISO IMPORTANTE* Qualquer orientação de saúde contida neste vídeo não deve substituir a sua consulta a um médico especialista ou substituir qualquer tipo de tratamento médico. Nossos vídeos são produzidos baseados na experiência do Dr. Uronal Zancan, na observação pratica de milhares de participantes do Pro Ser e em pesquisas científicas mais recente até o momento. De acordo com o Código de Ética Médica, os vídeos têm somente caráter educativo e de prestar informações assim como não são divulgados endereços e telefone de consultório, clínica ou serviço de saúde.

 

Como Fazer Low Carb: Dicas para montar seu Cardápio

 

Menos alimentos processados, mais comida de verdade. O equilíbrio é peça fundamental aqui. Não se trata de SÓ comer alimentos naturais e também não é só consumir alimentos processados.
A base da sua alimentação serão vegetais, carnes e gorduras naturais do azeite de oliva, ovos, queijos, frutas low carb, assim como castanhas e nozes.

Quais alimentos não posso comer ou devo evitar?

NÃO COMER
Açúcar refinado ou outros tipos como demerara, mascavo, de coco, orgânico, mel, melado etc.
Óleos refinados (soja, canola, milho etc). Eles são zero carbo sim, mas passam por mil processos químicos durante o seu preparo.
Em uma dieta baseada em comida de verdade você deve preparar seus alimentos com gorduras naturais com baixo grau de processamento, como a manteiga, a banha e o azeite de oliva, por exemplo. Eu uso azeite e manteiga para tudo.
Grãos, especialmente o trigo. Pães, massas, bolos, biscoitos, rosquinhas, cuecas-viradas, muffins, cookies, cupcakes, baguetes, pizzas, bagels, brioches. Bem, você entendeu.

EVITAR
Bebidas zero ou light. Também são zero carbo e tem como emagrecer consumindo refrigerante zero, mas dentro da ideia de priorizar a comida de verdade (e ainda gerar menos lixo no planeta), evite sempre que puder.
Comidas processadas. Tem alimentos processados low carb, alguns deles são boas opções para quem tem pouco tempo para cozinhar, como pessoas que trabalham o dia todo e ainda estudam à noite.
Um polenguinho é um bom exemplo: processadíssimo, mas low carb. Se carregar polenguinhos no início vai fazer você não sucumbir a uma coxinha na rua, leve polenguinhos! Mas quando puder, evite.
Vegetais ricos em amido. Quem tem muito peso a perder deve evitar alimentos que são comida de verdade, mas também são ricos em amido, como a batata, batata doce, inhame e mandioca (inclusive tapioca!). Uma dica: evite tudo que cresce debaixo da terra.

Quando chegar no seu peso alvo ou próximo dele, pode começar a inserir novamente esses alimentos aos poucos.

Quais alimentos devo comer?

 

Carnes de todos os tipos. Peixes, crustáceos, frango, porco, boi… todas as carnes in natura, ou seja, sem temperos prontos, são bem-vindas.
Ah, uma observação importante: salsichas e nuggets não são carne e são cheias de amido!

Vegetais com menos carboidratos como folhas verdes (como alface, rúcula, agrião, escarola, endívia, couve, repolho, espinafre), abobrinha, brócolis, tomate, cebola, alho, pimentão, alcachofra, chuchu, aspargos, palmito, rabanete, pepino, berinjela, quiabo, vagem, couve-flor.
Para quem quer perder peso o caminho é não investir em vegetais que nascem embaixo da terra (são cheios de carbos): fuja da batata, cenoura, beterraba e mandioca.

Ovos de vários tipos. Grandes, pequenos, com a gema amarela ou clara, a escolha é sua! O melhor é que ficam bons de vários jeitos: mexidos, fritos, cozidos; o que deixa tudo mais prático na cozinha.

Frutas com baixo carboidrato, como o coco, abacate e morango.

Queijos e nata/creme de leite são alimentos coringa para qualquer receita. Além de deixar qualquer alimento mais gostoso, saciam bastante.
A nata é vendida no balcão refrigerado do supermercado, mas ela não é comercializada em todo o Brasil.
Caso não encontre na sua cidade, sem problemas: pode usar o creme de leite de lata ou caixinha.

Nozes e sementes são bem vindas. Dê preferência para as castanhas do pará, amêndoas, pistaches, macadâmias, linhaça e chia. Para quem precisa perder mais de 10kg o aconselhado é consumir dois punhados de 30g ao dia.
Dica amiga: Para não comer demais essas delícias (o que não é nem um pouco difícil), procure fazer um mix com o que você gosta e dividir em pequenas porções, usando sempre a mesma medida.

Gorduras naturais são a base de uma alimentação de baixo carboidrato. Quando você diminui o consumo de um macronutriente como o carboidrato, precisa
Manteiga, azeite de oliva, banha ou óleo de coco são ótimas opções para manter o consumo de gorduras alto. Use em saladas, refogue vegetais e frite carnes.

 

FONTE dos ARTIGOS:

Vídeo: Dr. Uronal Zancan

Texto: vidalowcarb

Foto de Capa: ricardotocha

One thought on “ADAPTAÇÃO À ALIMENTAÇÃO LOW CARB É MUITO FÁCIL

  1. Pingback: SOP Síndrome do Ovário Policístico saiba mais - Emagreça Fácil Brasil | Rede Café Marita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×